The “Wow! signal” of the terrestrial genetic code

Download PDF
Tempo de leitura: 11 min

 

Edição: este texto foi atualizado e conta agora com alguns detalhes originais como um conversor decimal-quaternário. A força do argumento está na independência dos padrões encontrados nos sistemas biológicos, que formam um sistema superior aos desenvolvidos pela humanidade até então. Seria tudo coincidência? Pois então, no corpo do texto há um desafio. Confira.


Adaptação do artigo sobre sinais de inteligência e artificialidade no código genético.

Sumário

Abstract [Sumário]

Isto tem sido repetidamente proposto para ampliar o escopo do SETI e uma das alternativas sugeridas para o rádio é informação biológica. O DNA genômico já é utilizado na Terra para armazenar informações não biológicas. Embora menor em capacidade o código genético é forte na imunidade a “ruídos”.

O código é um mapeamento flexível entre os códons e aminoácidos, essa flexibilidade permite modificar o código artificialmente. Porém, uma vez fixado, o código pode ficar inalterado em escalas de tempo cosmológicas, na verdade, é a estrutura mais durável conhecida.

Por isso representa um armazenamento extremamente confiável para uma assinatura inteligente , que se conforma com os requisitos biológicos e termodinâmicos. Como o cenário atual para a origem da vida na Terra está longe de ser resolvido, a proposta de que poderia ter sido semeada intencionalmente não pode ser descartada.

Um “sinal” inteligente no código genético muito forte estatisticamente é consequência testável de tal cenário. Aqui nós mostramos que o código terrestre exibe um completo tipo preciso de ordem correspondente aos critérios para ser considerado um sinal de informação.

Arranjos simples do código revelam um conjunto de padrões aritméticos e ideográficos de uma mesma linguagem simbólica.

Precisos e sistemáticos, esses padrões subjacentes aparecem como um produto de lógica de precisão e computação trivial ao invés de processos estocásticos (a hipótese nula de que eles são devidos ao acaso juntamente com caminhos evolutivos presumíveis é rejeitada com P -valor <10¯¹³).

Os padrões são profundos, na medida do próprio código de mapeamento, que decorre exclusivamente de sua representação algébrica.

O sinal apresenta características facilmente reconhecíveis de artificialidade , entre os quais estão o símbolo zero (a suprema abstração Aritmética), a privilegiada sintaxe decimal e semântica simétrica.

Além disso, a extração do sinal envolve logica simples mas operações abstratas, fazendo com que os padrões sejam essencialmente irredutíveis a qualquer origem natural.

Formas plausíveis de incorporação do sinal no código e a possível interpretação do seu conteúdo são discutidos. No geral, enquanto o código é quase otimizado biologicamente, sua capacidade limitada é usada de modo extremamente eficiente para guardar informação não biológica.

Exposto a forte seleção negativa, o código permanece inalterado por bilhões anos, com exceção de casos raros de pequenas variações (Knight et al., 2001) e expansões dependentes de contexto (Yuan et al., 2010).

Simetria dos sistemas [Sumário]

O sistema quaternário (base 4) é o sistema chave no qual o código genético foi escrito, ele compartilha simetria em três casas (tripletos) com o sistema decimal, com atuação do número 7 como divisor especial (representado por 13 no sistema quaternário):

Essa simetria em três casas (tripletos) e divisibilidade especial existe para os sistemas numéricos que atendem a um requisito: o número de elementos (algarismos) do sistema menos 1 e dividido por três deve ter como resultado um número inteiro: (num – 1)/3 = Inteiro

Então temos:

Se o número é 04 temos (04 - 1)/3 = 1 Divisor: número primo 710 na base decimal, na base 4 representado por 0134
Se o número é 07 temos (07 - 1)/3 = 2 Divisor: número primo 01910 na base decimal, na base 7 representado por 0257
Se o número é 10 temos (10 - 1)/3 = 3 Divisor: número primo 03710 sendo esse o nosso sistema principal.

Abaixo segue a simetria do sistema decimal. A atuação do número 037 como divisor especial:

Veja que os números são múltiplos de 37.

Simetria posicional [Sumário]

Os sistemas demonstram simetria posicional. Assim, a cada três múltiplo de 037 encontramos números que repetem algarismos em três posições quando reduzidos a tripletos e somados. Por exemplo, 270143194170, é formado pelos tripletos 270, 143, 194, 170 e soma deles é 777. Para qualquer caso irregular, completa-se os flancos com zeros. Se o número resultante tiver mais que três casas, o processo é repetido até se obter um tripleto.

Detalhamento
Caso 1: 28292334678
028 + 292 + 334 + 678 = 1332
001 + 332 = 333

Caso 2: 1980463435230
01 + 980 + 463 + 435 + 230 = 2109
002 + 109 = 111

Caso 3 (Fator 37)
2313546356312452145217*37 = 85601215183560729373029
085+601+215+183+560+729+373+029 = 2775
002+775 ou = 777

Estruturas escolhidas para a Vida [Sumário]

Essa imagem é uma das mais importantes, ela descreve os aminoácidos do código, na parte de cima você verá o número 74 (2x037) e na parte de baixo um número específico para cada aminoácido. O que representam esses números?

O número representa os núcleons de cada átomo que compõe o aminoácido, os 74 são dos átomos da cadeia principal padrão (backbone no artigo) de cada aminoácido.

Detalhamento
Estrutura dos aminoácidos¹
Elemento Massa (M) Quantidade (Q) M*Q
Carbono 12 2 24
Nitrogênio 14 1 14
Oxigênio 16 2 32
Hidrogênio 1 4 4
¹ Considerando-os na forma zwitterion. Total 74

O número na parte inferior é correspondente as cadeias laterais, também na contagem de núcleons, cada aminoácido tem uma cadeia de lateral específica.

Embaixo de tudo existem números romanos representando quantos códons cada aminoácido possui, alguns tem I, II, III e IV, existem também alguns tanto com II e com IV, esses totalizam VI (6).

Esses números são muito importantes, pois a existe relação direta entre núcleons e massa atômica, as coisas não podem ser feitas de qualquer jeito, na necessidade de equilíbrio um código inteligente como obra de artifício surge explicitamente.

Veja que a flecha azul aponta a Prolina, pois ela se torna exceção por ter sua ligação com o carbono de sua própria cadeia lateral.

O melhor sistema conhecido no Universo revela inteligência [Sumário]

Então, segue o design. Confira o equilíbrio e qualidade do melhor e mais estável código do Universo conhecido. O primeiro gráfico demonstra a Common Rumer’s transformation, veja que em cada lateral as bases são inversas a lateral oposta e elas vão sendo alteradas nos dois lados uma casa por vez dentro do próprio códon (como um tripleto).

No primeiro conjunto você pode perceber isso tanto pelo giro das letras TCA na casa central em ambas as laterais, como pela descida diagonal da letra C, sendo do fim para o inicio na esquerda (lado Esc do teclado) e do início para o fim na lateral direita (lado do mouse).

Agora veja o equilíbrio em 4 condições de padrões fisicodinamicamente inertes:

Bases nitrogenadas com balanço equilibrado (padrão independente).

Agora é vem satisfatoriamente um equilíbrio conforme a tabela de tradução somada em sua forma pura, ou seja, da forma que ela é:

Soma das estruturas fixas: 3412
Soma das cadeias laterais: 3412

Seria tudo isso coincidência ao mesmo tempo que não se consegue encontrar qualquer explicação sequer plausível nos melhores cenários controlados?

Desafio do Design [Sumário]

Este é um desafio de falseabilidade sobre se esses padrões são realmente “independentes”. Encontre um conjunto de valores espontâneos semelhantes aos que foram mostrados acima e esta hipótese estará refutada. Pode-se considerar tudo o que existir no Universo exterior: tolinas, cristais, as moléculas do texto “Tudo que o Espaço Conseguiu Produzir em Moléculas Complexas Até Agora”, por exemplo. Lembre-se que os padrões devem ser profundos e pertencerem a um mesmo sistema.


Quadro: Relação entre Sistemas de Numeração [Sumário]

Sistema Decimal: 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Sistema Binário: 0 1 10 11 100 101 110 111 1000 1001
Sistema Quaternário: 0 1 2 3 10 11 12 13 20 21
Sistema Quinário: 0 1 2 3 4 10 11 12 13 14
Base Seis: 0 1 2 3 4 5 10 11 12 13

As críticas contra este artigo abordaram também a curta sequência do “Wow! signal”, o que seria ao meu ver uma amostra extremamente curta para qualquer consideração, ao contrário do código genético. Outros tentaram relacionar as características das moléculas às rotas metabólicas que peremptoriamente não atuam na configuração do código padrão.

Outro problema de alguns é acreditar que os números são uma criação nossa e, por essa razão, acabaram favorecendo a inferência ao design. Ocorre que essa debilidade tem origem nas confusões entre algarismos e números (elementos abstratos) os primeiros pertencem a classe como quanto a organização de casas (sistema posicional), símbolos, sistema ou a palavra a qual nos referimos a eles em nossa língua, os outros pertencem aos Universais. Porém, em todos os casos, o código genético foge das tendências dos sistemas naturais.

A Sequencia de Fibonacci [Sumário]

Sistema Decimal: 1 1 2 3 5 8 13 21 34 55
Sistema Binário: 1 1 10 11 101 1000 1101 10101 100010 110111
Sistema Quaternário: 1 1 2 3 11 20 31 111 202 313
Sistema Quinário: 1 1 2 3 10 13 23 41 114 210
Base Seis: 1 1 2 3 5 12 21 33 54 130
Base Sete: 1 1 2 3 5 11 16 30 46 110

A sequência de Fibonacci está inclusa aqui para ilustrar a independência entre números e algarismos e também lembrar o erro típico das correntes fisicalistas de senso comum, o materialismo ingênuo, que possuem essa debilidade. Eu fiz este conversor simples Quaternário-Decimal-Quaternário em 2013 para demonstrar a diferença entre números e algarismos.

Penso que isso seja o suficiente.

Conclusão [Sumário]

O artigo simples publicado em Janeiro de 2013 é uma verdadeira síntese de parte das pesquisas dos autores nas últimas décadas. O resultado é satisfatório e nos revela detalhes que não são tão interessantes para a opinião corrente e que vão contra o grande volume de trabalhos especulativos sobre a origem do código genético.

Como estas informações dificilmente são noticiadas, resolvi adaptar algumas partes e expor aqui no Portal.

“Informação é informação, não matéria ou energia. Nenhum materialismo que não admita isto pode sobreviver na atualidade”.
(Wiener 1961, p. 132)


Link para: The “Wow! signal” of the terrestrial genetic code
Vladimir I. shCherbak, Maxim A. Makukov


Júnior Eskelsen
Sobre Júnior Eskelsen 255 Articles
Responsável pelo portal tdibrasil.org e pela página Teoria do Design Inteligente no Facebook. Colabora com as atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*