A Teoria da Informação como a Primeira Teoria do Design Inteligente

Download PDF
O conjunto de teorias que estão além do comportamento natural, isso é, tratam da artificialidade.

Convivemos diariamente com artefatos e comportamentos de design, mas uma teoria geral explicitamente do design era ausente na literatura científica. Isso até a década de 90, quando a alguns filósofos e cientistas formularam uma versão básica da Teoria do Design Inteligente. Entretanto, várias teorias estabelecidas já estavam baseadas na orientação ao design, isso é, aos aspectos que estão além do comportamento da natureza e aos padrões causados por eles. Uma teoria de Design Inteligente trata das:

… características melhores explicadas pela causa inteligente.

Esta causa inteligente é também chamada causa final ou teleológica. E a ciência não só desenvolveu teorias de engenharia mas métodos para identificação de padrões artificiais (efeitos da causa inteligente), e estes estavam espalhados pela ciência sem uma teoria geral que os unificasse.

Pela concepção essencial de Design Inteligente a primeira teoria sobre Design Inteligente é a Teoria Matemática da Informação de Shannon. Pela primeira vez a ciência desviou os olhos da natureza pura e atentou para o design, nos anseios de comunicação entre emissor e receptor, na expectativa de decodificação da perfeita mensagem enviada. O desejo de que a mensagem seja preservada contra o ruído natural foi apresentado aqui em “Evolução vs Design como Teoria da Informação”, onde você pode entender um pouco sobre isso.

Mas como isso se dá? Uma teoria do Design Inteligente que não seja propriamente a Teoria do Design Inteligente? Como isso é possível?

Na história da ciência temos diversas teorias de uma mesma categoria, por exemplo, teorias gravitacionais ou teorias atômicas. Isso pode acontecer em sucessão, quando uma teoria substitui a outra, ou em conjuntos, quando uma teoria abarca outras teorias em sua estrutura geral.

Sabendo que teorias de grande abrangência são compostas por outras teorias, podemos citar por exemplo a Teoria da Evolução que possui a Teoria Endossimbiótica Serial, Teoria da Seleção Natural, Teoria Neutralista, Teoria Epigenética, entre outras. A Teoria do Design Inteligente tem em seu escopo a Teoria Matemática da Informação, a Teoria de Controle, a Teoria Cibernética, Teoria dos Jogos, teorias de decisão, teorias de códigos e todas as teorias que envolvam agentes e artefatos (engenharias).

Enfim, o que hoje parece estranho e inédito um dia será pensado como óbvio. Porque é trivial.


Junior D. Eskelsen
About Junior D. Eskelsen 91 Articles

Responsável pelo portal tdibrasil.org e pela página Teoria do Design Inteligente no Facebook. Colabora com as atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*