Tabela Comparativa de Interpretações Evolucionistas , Design Inteligente e Criacionismo

Resumo: Se cada camada geológica sedimentar representa um período de tempo, com amostragem fóssil daquela época, porque não existe um gradual acúmulo das amostragens fósseis sobreviventes  de baixo, e porque vai não aparecendo mais imagens “substituidoras” sem sumir as já existentes , fato que fez que fez Cuvier errar ao ensinar sucessão faunística? Onde está o acúmulo de faunas se as faunas fósseis presentes nas camadas de baixo, já estavam sobrevivendo e não precisaram “acontecer“, apenas continuar aparecendo junto com o acúmulo das que “surgiriam” na evolução? Não deveriam estar até mais bem representadas cada vez mais nas camadas de cima?Percebemos que o evolucionismo não foge muito da sucessão  faunística de Cuvier,  que ensinava que uma camada representava o período onde amostras fosseis de seres que viveram naquele tempo, e que, depois de uma catástrofe que a  destruísse , aquela fauna seria substituída por outros seres . Peter Lund e outros , falsearam o catastrofismo de   Cuvier (que era considerado representante máximo do consenso científico na época) , ao demonstrar que haviam algumas repetições de seres de camadas da fauna de camadas abaixo, presentes nas camadas acima . Hoje,  o evolucionismo ensina a evolução dos seres e o surgimento de novas faunas, e defende que aquelas formas que não foram extintas nas extinções em massa, permaneceram se repetindo nas camadas de cima. Mas se cada camada representa um período com amostragem fóssil , porque não existe um gradual acúmulo das amostragens fósseis sobreviventes  de baixo, e vai aparecendo mais imagens “substituidoras” e “sumiços” que fizeram Cuvier errar ? O criacionismo não tem nenhuma dificuldade com isto pois enxerga segregação de seres vivos por vários fatores segregadores como  flutuabilidade de corpos (algo testado), capacidade de fuga e/ou sobrevivência do ser vivo para poder escapar de uma grande catástrofe e estar mais acima, segregação automática de sedimentos (Berthaut) e   local de seu habitat (animais continentais seriam menos atingidos em termos de sepultamento repentino vivo necessário para a fabricação de 99,99999% dos fósseis) , mas o evolucionismo se embaralha todo com esta simples pergunta:  Cadê o acúmulo se as de baixo já estavam sobrevivendo e não precisaram “acontecer “? Não deveriam estar até mais bem representadas?

Tabela Comparativa de Interpretações Evolucionistas , Design Inteligente e Criacionismo

Abstract: If each sedimentary geological layer represents a period of time, with fossil sampling from that time, because there is no gradual accumulation of surviving fossil samples from below, and because more “substituting” images do not appear without the existing ones, a fact that did what made Cuvier wrong when teaching faunal succession? Where is the accumulation of faunas if the fossil fauna present in the lower layers were already surviving and did not have to “happen”, just keep appearing together with the accumulation of those that “would” arise in evolution? Shouldn’t they be even better represented more and more in the upper layers? We realized that evolutionism does not escape much from Cuvier’s faunal succession, which taught that a layer represented the period where fossil samples of beings that lived at that time, and that, afterwards of a catastrophe that would destroy it, that fauna would be replaced by other beings. Peter Lund and others, falsified Cuvier’s catastrophism (which was considered the maximum representative of scientific consensus at the time), by demonstrating that there were some repetitions of beings from fauna layers from below, present in the layers above. Today, evolutionism teaches the evolution of beings and the emergence of new faunas, and defends that those forms that were not extinct in the mass extinctions, continued to be repeated in the upper layers. But if each layer represents a period with fossil sampling, why is there not a gradual accumulation of surviving fossil samples from below, and more “substituting” and “disappearing” images appear that made Cuvier err? Creationism has no difficulty with this because it sees segregation of living beings by various segregating factors such as body buoyancy (something tested), escape capacity and / or survival of the living being in order to escape a major catastrophe and be higher, segregation automatic sedimentation (Berthaut) and place of its habitat (continental animals would be less affected in terms of sudden live burial necessary for the manufacture of 99.99999% of the fossils), but evolutionism is all mixed up with this simple question: Where is the accumulation if the ones below were already surviving and didn’t have to “happen”? Shouldn’t they be even better represented??

 

Tabela tdi

 

FATOS INTERPRETAÇÃO EVOLUCIONISTA INTERPRETAÇÃO DO CRIACIONISMO/DI
Surgimento do Universo rápido num Big Bang Não se sabe o que fez acontecer DI apresenta CIACI (coeficientes de informação , antevidência e complexidades irredutíveis) . Criacionismos deduzem que seja o Deus judaico-cristão-islâmico e de outras culturas que sempre afirmaram existir um Criador todo sábio
Ordem no Universo Sem explicação DI apresenta CIACI  e criacionismos deduzem ser  Deus sem saber como foi feito
Terra Trombadas de planetas (acreção) DI apresenta CIACI e criacionismos deduzem ser  Deus sem saber como foi feito
Vida Sopa primordial ou panspermia DI apresentam CIACI e criacionismo deduzem ser Deus sem saber como foi feito
Padrão de Surgimento de diversas formas de vida no cambriano/Ediacara Explosão Cambriana (simplesmente definem isso) Primeira decantação rápida de sedimentos originados de erosão do diluvio global
Ordem na coluna Geológica Sucessão faunística com sobrevivência de alguns mesmo sem acúmulo de muitos seres de baixo Numa catástrofe haverá maior sedimentação no fundo dos mares e sulcos da terra (rios) por isso seres marinhos e algas compreendem mais de 95% de todos os fósseis. No movimento de sedimentos e marés de lama foram sendo enterrados vivos seres vivos conforme sua flutuabilidade , capacidade de fuga, e lugar onde seriam mais afetados
Explosão das Angiospermas a partir do cretacio Sem explicação Segregação sedimentar de plantas numa catástrofe
95% dos Fósseis são marinhos A vida começou nos mares e depois foi evooluindo pra terra Os mares receberiam maior aporte de sedimentos erodidos num diluvio e enterraria mais seres vivos
0,023% dos fósseis são insetos Sem explicação Insetos se modificaram e especiaram rapidamente depois do planeta mudado e por isso hoje metade das espécies são
0,0125% dos trilhões de fósseis são vertebrados continentais (maioria peixes) Fossilização é rara e vertebrados continentais surgiram a partir dos 400 milhões de anos e os continentais se fossilizariam menos que aquáticos Numa catástrofe se exigirá muita energia para alcançar vertebrados terestres
Animais gigantes completos fossilizados Catástrofe nas extinções em massa A energia necessária para sepultar vivo um animal gigante continental e completo, requereria uma maré de lama sedimentar gigantesca cobrindo continentes

 

Geocronologia Datação radiométrica se impõe até mesmo datando tecido mole orgânico em 60 a 200 milhões de anos e microbios vivos ressuscitados em 100 milhões de anos Por meio de observações em sistemas de aceleração de partículas se observa que diante da queda de um bólido não poderia haver constância de decaimento jogando por terra toda a base da geocronologia evolucionista que é a observação de relativa constância de decaimento radioativo

Sodré Neto
Sobre Sodré Neto 24 Artigos
Sodré GB Neto Lattes: http://lattes.cnpq.br/2777670829319806 Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8867-5429

3 Comentários

  1. A paleontologia testemunha 1 trilhão de vezes mais a favor do modelo bíblico que a teoria da evolução, e esta na maior CARA DE PAU arruma justificativas para certos padrões fósseis , dando explicações que eles mesmos condenam , quando fala por exemplo de surgimento abruptos que neste texto chamo jocosamente de TIBUNS da Teoria da Evolução.

    Tem Tibum pra todo lado.

    TIBUM para origem do universo ordenado;
    TIBUM para formação do planeta Terra super organizado;
    TIBUM para complexa e organizada origem da vida orgânica ;
    TIBUM para o aparecimento de diversas formas de vida prontas no cambriano/ediacara;
    TIBUM para o surgimento repentino de formas de vida prontas no registro fóssil;
    TIBUM para o surgimento das complexas angiopermas depois do cretacio;
    TIBUM para radiação, e super variabilização morfológica e sub especiações recentes taxonômicas;
    TIBUM para fósseis vivos parados morfologicamente por milhões de anos e que resolveram TIBUM, modificar só hoje
    Etc…

    E pensar que todos estes TIBUNS combinam perfeitamente com o modelo de historia bíblica do criacionismo, que engloba design inteligente , complexidade irredutível e necessidade de formas prontas para poderem existir e ser fossilizadas .

    https://tdibrasil.org/index.php/2020/07/04/a-teoria-dos-tibuns-versus-a-realidade/

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*