Marcos Eberlin Tem Uma Nova Definição de Ciência Notável

Download PDF
Tempo de leitura: 2 min.
Marcos Eberlin falando em Dallas, Texas, no último domingo à noite, por Chris Morgan.

Por David Klinghoffer

Dr. Wells expressa a preocupação de muitos darwinistas em criticar os proponentes do design: “a ciência só considera causas materiais e o que você está falando não é ciência”. Dr. Eberlin responde com uma sugestão notável, uma nova definição de ciência: “Minha definição da ciência não é restrita por causas naturais. Eu acho que a ciência deve considerar apenas um tipo de causas: causas que são apoiadas por evidências, causas que são apoiadas por dados”.

Considerar apenas as causas que são apoiadas por evidências? Que noção! Pergunte ao seu darwinista favorito o que há de errado com esse modo de definir ciência. Porque, é claro, em nossa experiência diária do mundo real, distinguimos entre causas naturais e inteligentes o tempo todo. Pode ser uma questão muito urgente. Um arranhão na janela: é um galho de árvore se movendo ao vento? Ou um gatuno tentando entrar na minha casa? 

Uma coisa interessante sobre o livro do Dr. Eberlin, como Heretic: One Scientist’s Journey de Darwin to Design, do bioengenheiro finlandês Matti Leisola, é ver como o pensamento de design se espalhou pelo mundo. Eberlin tem sua própria opinião sobre a hipótese do design. Mas isso é verdade se traduzido em inglês, finlandês ou português: a ciência lida com o mundo real. Que ela deva se limitar a ver somente a causalidade sem propósito é um preconceito moderno arbitrário. Nada mais.


Original: David Klinghoffer. Marcos Eberlin Has a Remarkable New Definition of Science. May 7, 2019.


Junior Eskelsen
Sobre Junior Eskelsen 228 Articles
Responsável pelo portal tdibrasil.org e pela página Teoria do Design Inteligente no Facebook. Colabora com as atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*