O Mapa do Design Inteligente no Brasil

Download PDF
Tempo de leitura: 5 min.
Cidade de São Paulo: líder de todos os ranking sobre Design Inteligente / ©

Este ano uma nova edição do livro “A Caixa Preta de Darwin”, de Michael Behe, será publicada pela Editora Mackenzie (28/02). Ano passado o Fomos Planejados, que se tornou best-seller pela mesma época (antes mesmo do lançamento oficial). Ainda este ano foi feita a chamada submissão de até 25 capítulos para a Primeira Coletânea Brasileira de Design inteligente, com previsão de ser publicada em 2020. Tudo isso parte do grande projeto da TDI Brasil em conjunto com o Discovery-Mackenzie e a Editora Mackenzie.

Essas são algumas das atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil, que também envolvem especialmente a consciência sobre questões cientificas. Mas qual seria o envolvimento dos brasileiros em uma perspectiva geográfica? Por meio de estatísticas de canais do Design Inteligente foi possível ordenar as cidades que mais pesquisam sobre o assunto e interagem com as publicações. São Paulo aparece encabeçando todas as listas.

As 10 capitais do Design Inteligente.

Em termos de envolvimento global a ordem é: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Manaus (AM), Salvador (BA), Brasília (DF), Belém (PA) e Goiânia (GO).

Em termos de interação: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Campinas (SP), Manaus (AM) e Salvador (BA). As capitais Brasília e Curitiba crescem nesta perspectiva enquanto Recife e Campinas entram nas 10 mais.

São Paulo: o berço do Design Inteligente no Brasil

O estado de São Paulo concentra mais de 20% dos interesses no tema. Uma das razões talvez seja porque o estado é o berço do Design Inteligente no Brasil. Podemos considerar que o movimento nasceu em Piracicaba (Agosto de 1998), especificamente na Unimep. Na ocasião, a leitura do livro supracitado “A Caixa Preta da Darwin” despertou alguns debates instigantes sobre os limites da explicação evolutiva, em especial sobre a origem do design biológico pelo mecanismo darwiniano.

Campinas, cidade do atual presidente da Sociedade Brasileira do Design Inteligente, Marcos Eberlin, reforça os números do estado. As cidades dos arredores de Campinas e São Paulo também apresentam números interessantes.

O outro polo de interesse no Design Inteligente é o Rio de Janeiro. Apesar de não receber a devida atenção, o estado possui 5 cidades entre as que mais procuram sobre o tema. O maior volume de acessos se concentra na capital Rio de Janeiro e cidades da região metropolitana, destaque para Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo e Duque de Caxias.

Pequenas cidades

Apesar das grandes cidades dominarem em volume, algumas centenas de cidades apresentam regularidade nas visitas, especialmente aqui no Portal. Além dos dois estados citados anteriormente: Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Ceará e Bahia se destacam com suas pequenas cidades.

O desenvolvimento de massa crítica ainda requer muito trabalho, mas o cenário parecia mais difícil há duas décadas.

Aos que se entusiasmaram recentemente com o Design Inteligente: eu sei que o assunto parece um pouco difícil agora, mas um dia tudo fará sentido. Estamos trabalhando em conteúdo para facilitar a compreensão do assunto e também a consciência do cenário histórico-cultural.

Editado: Um amigo perguntou a ordem das cidades em relação ao tamanho da população. As 12 primeiras cidades mais assíduas proporcionalmente, na ordem: Mossoró, Florianópolis, Maringá, Campina Grande, Natal, João Pessoa, Campo Grande (MS), Curitiba, Fortaleza, Palmas, Belém e Joinville.


Principais Cidades (Global)¹
Posição Cidade % (Aprox.)
1 São Paulo, SP 17,08
2 Rio de Janeiro, RJ 11,42
3 Fortaleza, CE 5,75
4 Belo Horizonte, MG 4,33
5 Curitiba, PR 4,28
6 Manaus, AM 3,49
7 Salvador, BA 3,28
8 Brasília, DF 3,25
9 Belém, PA 3,15
10 Goiânia, GO 3,11
11 Recife, PE 3,06
12 Campinas, SP 2,43
13 Porto Alegre, Rio Grande do Sul 2,26
14 Natal (Rio Grande do Norte), RN 2,22
15 Campo Grande, MS 2,07
16 João Pessoa, PB 1,96
17 São Luís, MA 1,84
18 Maceió, AL 1,35
19 Florianópolis, SC 1,28
20 Joinville, SC 1,21
21 Guarulhos, SP 1,18
22 Cuiabá, MT 1,16
23 São Bernardo do Campo, SP 1,09
24 Maringá, PR 1,07
25 Santo André, SP 1,07
26 Teresina, PI 1,06
27 Aracaju, SE 1,04
28 Campina Grande, PB 1,04
29 Nova Iguaçu, RJ 0,95
30 São Gonçalo, RJ 0,90
31 Porto Velho, RO 0,82
32 Vila Velha, ES 0,82
33 Rio Branco, Acre (state) 0,80
34 São José dos Campos, SP 0,80
35 Duque de Caxias, RJ 0,78
36 Mossoró, RN 0,78
37 Juiz de Fora, MG 0,77
38 Ribeirão Preto, SP 0,73
39 Sorocaba, SP 0,73
40 Londrina, PR 0,71
Observação¹: Primeiros 7 dias de Fevereiro (1-7/02/2019)

 


Junior Eskelsen
Sobre Junior Eskelsen 228 Articles
Responsável pelo portal tdibrasil.org e pela página Teoria do Design Inteligente no Facebook. Colabora com as atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil.

2 Comentários

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*