Sobre a Hipótese do Mundo de RNA

Download PDF
Tempo de leitura: 3 min.
Ilustração: terra primitiva / ©

Por Cornelius Hunter (adaptação)

Dada a sua ampla popularidade e aceitação você pode não ter percebido que a hipótese chamada Mundo de RNA sofre de alguns problemas dramáticos. No topo da lista está o fato estranho de que não há provas disso. Embora os céticos tenham apontado isso há anos, agora vemos os evolucionistas limpando essa verdade inconveniente também. A saber, aqui está como Peter Wills e Charles Carter abrem seu recente artigo na BioSystems:

O Mundo de RNA é um estágio hipotético de evolução molecular amplamente adotado, desprovido de enzimas proteicas, nas quais todos os catalisadores funcionais eram ribozimas. Apenas um fato concernente ao Mundo de RNA pode ser estabelecido pela observação direta: se ele existiu, terminou sem deixar nenhum traço inequívoco de si mesmo.

Mesmo isso é um pouco de subavaliação. Porque sem a suposição prévia de evolução, que pode e tem subscrito uma ampla gama de especulação, há precisamente uma razão zero para acreditar nesta hipótese. Nenhum organismo foi descoberto que demonstre a hipótese do Mundo de RNA em ação. Nem cientistas já construíram tais organismos em seus laboratórios. Isso não é muito surpreendente, porque ninguém produziu nada remotamente próximo a um projeto detalhado de como esses organismos poderiam funcionar.

Wills e Carter também apontam evidências negativas, como a catálise (as enzimas do RNA não têm a capacidade de funcionar em uma ampla faixa de temperaturas) e os “obstáculos impossíveis” à transição hipotética, mas necessária, do Mundo do RNA para algo semelhante às células atuais. Como Carter explica:

Tal transição do RNA para a vida baseada em células teria exigido um repentino aparecimento de uma proteína do tipo aaRS [aminoacil-tRNA sintetase] que funcionou ainda melhor do que sua contraparte de RNA adaptada. Esse evento extremamente improvável teria que acontecer não apenas uma vez, mas várias vezes – uma vez que existe uma para cada aminoácido no código genético. Isso simplesmente não faz sentido .

De fato, isso simplesmente não faz sentido. E ainda, apesar desses problemas óbvios, o Mundo de RNA tem sido um artigo fundamental, apresentado como um exemplo plausível e provável de como a vida inicial evoluiu.


Original: Cornelius Hunter. About That RNA World Hypothesis. January 23, 2018.


Junior Eskelsen
Sobre Junior Eskelsen 228 Articles
Responsável pelo portal tdibrasil.org e pela página Teoria do Design Inteligente no Facebook. Colabora com as atividades do movimento do Design Inteligente no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*